Fisiologia do Sistema Urinário

Os rins exercem controle de qualidade sobre o sangue. Não só substâncias indesejáveis são captadas pelo órgão. Substâncias em excesso também são retiradas do sangue a fim de manter a concentração normal no organismo, para manter o equilíbrio. Se uma pessoa beber muita água por exemplo, a urina será mais diluída. Assim como em uma dieta rica em vitaminas hidrossolúveis. O excesso é eliminado do organismo pela urina.

O sangue a ser filtrado pelo rim chega pela artéria renal sob alta pressão (afinal a artéria renal é uma ramificação direta da aorta), que se ramifica em muitas pequenas artérias denominadas artériolas aferentes. Cada uma dessas penetra na cápsula renal, onde o sangue flui por um enovelado de capilares, o glomérulo renal. Ao sair da cápsula, a arteríola recebe o nome de eferente e ramifica-se formando um emaranhado de vasos sanguíneos que envolve o túbulo néfrico. Devido à pressão, um líquido, a urina inicial (ou filtrado glomerular), extravasa do sangue para a cápsula renal. Este líquido compartilha semelhanças com o plasma sanguineo, um composto de moléculas de pequeno tamanho, como água, sais minerais, glicose, uréia, etc., mas sem proteínas, lipídios e obviamente sem células. O filtrado passa para o túbulo néfrico, onde as substâncias úteis ao organismo e que não estejam em excesso são reabsorvidas por um processo ativo, ou seja, onde há gasto de energia por parte das células renais envolvidas. Por dia, quase 2.000 Litros de sangue passam pelos rins de uma pessoa adulta, formando cerca de 160 L de filtrado glomerular, dos  quais são absorvidos 1,5l de urina. O filtrado vai se tornando cada vez mais concentrado a medida que vai perdendo água pela alça néfrica. A porção seguinte do túbulo néfrico, o contorcido distal, absorve ativamente substâncias indesejáveis ao organismo, como amônia e ácido úrico. Ao chegar no túbulo coletor, logo no fim do túbulo néfrico, o filtrado tornou-se urina, rica em uréia, e é conduzido pelos canais do rim até os ureteres. O sangue que sai das ramificações da arteríola eferente é conduzido para uma vênula ligada à veia renal, que por sua vez conecta-se a veia cava inferior, que leva o sangue dos membros inferiores de volta ao coração.

O esquema a seguir ilustra o caminho do sangue (em vermelho) e da urina (em amarelo):

As imágens mostram néfrons mais uma vez, para que você acompanhe melhor as descrições acima

Eliminando a Urina

O filtrado que flui pelos ureteres acumula-se na bexiga, onde é armazenado até enchê-la. O processo seguinte, micção, é um processo voluntário e ocorre no momento em que o cérebro percebe que a ação é possível, ou seja, quando a pessoa se sente confortável para urinar, quando está no local próprio para isso, por exemplo.

O trabalho dos esfíncteres urinários são voluntários e involuntários, por isso somos capazes de controlar e até mesmo interromper a micção. Recém nascidos molham fraldas justamente por não terem desenvolvido esse controle ainda e urinam de forma reflexa sempre que a bexiga se repleta de líquido.

A bexiga cheia emite impulsos avisando o cérebro da necessidade. Quando os fatores de conforto são atendidos, ou quando a bexiga não pode mais segurar, o cérebro emite impulsos que estimulam a contração dos músculos da bexiga e o relaxamento dos esfíncteres uretrais.Com isso a urina flui pela uretra e para fora do corpo. Os músculos da região pélvica também auxiliam na micção, sobretudo nas mulheres.

About these ads
Esse post foi publicado em Sistema Urinário Humano e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Fisiologia do Sistema Urinário

  1. Carolina disse:

    Olá,
    Há um erro no esquema do néfron – os nomes das arteríolas aferente e eferente estão invertidos!
    Estou estudando Fisiologia Renal e estudando alguns bons esquemas na internet, favor corrigir o erro para não confundir algum desavisado.
    Grata.

    • alunossr disse:

      5 dias depois…
      Olá e obrigado pelo toque =), nem minha professora viu o erro!
      Não sei de qual esquema estás falando, pois afinal são quatro sobre o assunto no blog, mas realmente existe uma não conformidade com um (ou três) deles que passou despercebida. Mais tardar pretendo dar uma olhada e ver qual(is) esta(ão) errado(s).
      Como podes ver, o blog está jogado às traças. Foi para um trabalho de Biologia (tem a nota recebida em um comentário perdido por aí) e só não deletei ainda pois foi um verdadeira PARTO pesquisar, escrever e organizar tanta bobagem. Permanece apenas como um estandarte e não deve ser levado a sério hauahuahuahauh.

      Com Sazon.
      Zuão, o Pêlo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s